Perspectivas para o Comércio Exterior em 2021

Em 2020 enfrentamos diversos desafios no Comércio Exterior e Logística Internacional. Para o próximo ano, muitos profissionais estão esperançosos e torcendo por uma rápida recuperação econômica no país. 

Este artigo abordará as principais perspectivas do Comércio Exterior para 2021.

Balança Comercial

Segundo projeções da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), no próximo ano as exportações irão registrar um aumento de 13,7% e as importações 7,3%, resultando no aumento do superávit em 33%.

Frete e taxas

Segundo projeções, não há indicativo de redução no valor do frete nos primeiros meses de 2021, dessa forma, afetando os responsáveis pelo pagamento do transporte internacional. 

O governo brasileiro estuda retirar o DTHC (Destination Terminal Handling Charge) da base de cálculo para o Imposto de Importação, medida muito aguardada pelos players. Vale ressaltar que o Brasil é provavelmente o único país que interpreta que a capatazia deve compor o valor aduaneiro e o STJ confirmou esse entendimento em março de 2020. 

Portal Único de Comércio Exterior

A partir de 1º de janeiro de 2021, os órgãos federais deverão migrar os conteúdos de seus portais na internet para o Portal Único. Espera-se a conclusão do desenvolvimento do sistema e redução das burocracias do Comércio Exterior.

Desburocratização

Em 2020 percebemos diversas mudanças positivas que facilitam e agilizam as operações do Comércio Exterior, esperamos que em 2021 tais mudanças continuem ocorrendo para movimentar e recuperar nossa economia. 

E-commerce

Em 2020 os brasileiros aumentaram seu consumo online, dessa forma o e-commerce deve fortalecer o Comércio Exterior no próximo ano, principalmente na importação de eletrodomésticos, eletrônicos, games e bebidas.

Meio ambiente

Em 2021 a pauta sustentável será muito forte em todo o mundo, empresas públicas e privadas serão cobradas para um desenvolvimento sustentável e apoio ao meio ambiente.

Para novos acordos internacionais serem ratificados espera-se que países adotem medidas de proteção ao meio ambiente.

Com o fim da Década da Biodiversidade, a ONU (Organização das Nações Unidas) dá início em 2021 à Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, dessa forma esperamos uma pressão ainda maior para que armadores reduzam os poluentes emitidos em suas embarcações e também possuam um plano de contingência para vazamento de óleo. Lembrando que em 2020 já foi implementado o IMO 2020.

Leia: Ações do Comércio Exterior pensadas no meio ambiente

Reformas e Custo Brasil

Desde 2018 o Brasil aguarda reformas tributárias, trabalhistas e previdenciárias, que quando concluídas podem reduzir o chamado Custo Brasil, refletindo no aumento das exportações e importações e no desenvolvimento do país.

Concessões e privatizações

O Ministério da Infraestrutura pretende atrair R$137 bilhões em mais de 51 concessões e privatizações, nessa lista estão: 23 aeroportos, 17 terminais portuários , 2 ferrovias e 11 rodovias. 
“2021 será um ano muito rico para o setor de infraestrutura, um ano de muitas realizações. Teremos mais de 50 ativos sendo transferidos. Teremos uma série de leilões. A ideia é contratar R$137 bilhões e, investimentos que, quando materializados, vão gerar mais de dois milhões de emprego”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Leia mais: Parceria Público-Privada e o Comércio Exterior

Vacinas

O Brasil já está atrasado na imunização contra a COVID-19, isso impacta as atividades econômicas e distancia o país de nações desenvolvidas. Mesmo assim, espera-se a aplicação da vacina ainda nos primeiros meses de 2021.

Um estudo da DHL com a McKinsey & Company mostrou que a distribuição da vacina para a massa pode exigir 15.000 voos e 15 milhões de entregas em embalagens refrigeradas que podem variar a temperatura de acordo com a marca da vacina.

Leia também: A importância da logística durante a pandemia

Achou esse conteúdo interessante? Deixe um comentário em nossas redes sociais e compartilhe para chegar em mais profissionais da área.

Nos siga em nossas redes sociais!

Artigo escrito por Kauana Benthien A. Pacheco

Kauana é formada em Negócios Internacionais e cursa pós-graduação em Big Data & Market Intelligence. É fundadora da primeira agência de marketing focada em Comércio Exterior, a ComexLand.

1 comentário em “Perspectivas para o Comércio Exterior em 2021”

  1. Pingback: 5 ações que todo Agente de Carga deveria fazer nos primeiros dias do ano! - UXComex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *