Ações do Comércio Exterior pensadas no Meio Ambiente

A Semana Mundial do Meio Ambiente é celebrada no dia 1º de maio até o dia 5 do mesmo mês. Essa semana de conscientização foi criada com o intuito de complementar o Dia Do Meio Ambiente, instituído pela ONU, com o objetivo de trazer discussões sobre sustentabilidade na sociedade e chamar atenção dos governantes mundiais para a execução de medidas de proteção ao meio ambiente. 

Nos últimos anos, foram criadas diversas medidas no comércio mundial com o objetivo de reduzir a poluição e trazer sustentabilidade a cadeia de suprimentos. Neste artigo será abordado algumas práticas implementadas por diferentes players do comércio exterior.

1- Logística reversa

A logística reversa é o processo inverso da logística onde há a coleta dos resíduos gerados para a sua reciclagem ou armazenagem correta. Essa operação depende da colaboração de todos os envolvidos da cadeia de suprimentos, desde a fábrica até o consumidor, pois será necessário o processo reverso da embalagem da mercadoria. 

Os benefícios para o meio ambiente são: a conscientização da população, a redução da produção de materiais que se tornarão lixo, o descarte adequado e a redução de resíduos nas cidades. 

Além das vantagens ambientais que a logística reversa proporciona, ainda há vantagens econômicas para a empresa que reutiliza a embalagem como a redução de custos. 

Para não precisar reexportar os materiais gerando altos custos para a operação, é possível a contratação de uma empresa nacional de coleta seletiva.  Além disso, empresas que se preocupam com o meio ambiente são bem vistas perante a sociedade. 

2- Redução de papel

A iniciativa Porto Sem Papel (PSP) tem como objetivo reduzir formulários portuários e reunir as informações em um único sistema de gestão que traz diversas vantagens como a redução de lixo, redução de desmatamentos e a agilidade na análise e liberação das mercadorias. 

O Documento Único Virtual é uma recomendação da Organização Marítima Internacional (IMO), onde o armador e agentes de navegação prestam informações obrigatórias para a entrada e liberação das mercadorias.

Imagem: Ministério da Infraestrutura

Inspirados por essa iniciativa, diversas empresas de comércio exterior reduziram ou aboliram as impressões e aderiram a utilização de uma segunda tela nas estações de trabalho.

Com o objetivo de eliminar o uso de papel e agilizar as  operações do comércio exterior, as companhias aéreas utilizam o e-AWB, conhecimento de embarque virtual que não necessita impressão para possuir validade. Com a redução de papel, consequentemente há a redução de combustível e poluentes, como o CO2.

3- IMO 2020

A Organização Marítima Internacional implementou esse ano o chamado IMO 2020 onde o principal objetivo é a redução de poluentes emitidos por navios. 

Com a implementação desse projeto os armadores deixarão de consumir até 8,5 milhões de toneladas de poluentes, pois a regra determina que a emissão de dióxido de enxofre, feita por navios, deve ser reduzida de 3,5% para 0,5%. 

4- Plano de contingência para vazamento de óleo

O Plano Emergencial Individual (PEI), apresenta hipóteses acidentais que podem contaminar o meio ambiente com o vazamento de óleo pelos navios em operações de atracação, abastecimento e desatracação. 

O PEI possui diversas informações, como telefone do responsável, medidas para conter o vazamento, como monitorar as manchas de óleo e como identificar o tipo de óleo de acordo com suas características.

Além do PEI as companhias marítimas devem investir em prevenção, equipes experientes e equipamentos qualificados para os vazamentos não acontecerem. 

Além dessas ações, existem diversas que podemos aderir em nosso dia a dia, comente alguma medida que você utiliza!

Achou esse conteúdo interessante? Deixe um comentário em nossas redes sociais e compartilhe para chegar em mais profissionais da área.

Nos siga em nossas redes sociais!

Artigo escrito por Kauana Benthien A. Pacheco

Kauana é formada em Negócios Internacionais e cursa pós-graduação em Big Data & Market Intelligence. É fundadora da primeira agência de marketing focada em Comércio Exterior, a ComexLand.

1 comentário em “Ações do Comércio Exterior pensadas no Meio Ambiente”

  1. Pingback: Perspectivas para o Comércio Exterior em 2021 - UXComex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *