5 ações que todo Agente de Carga deveria fazer nos primeiros dias do ano!

No início do ano não são apenas pessoas físicas que possuem metas, as jurídicas também desejam alcançar novos patamares, porém todo objetivo exige um bom planejamento, principalmente quando se trata de Comércio Exterior. Leia neste artigo 5 ações que todas as empresas da área deveriam fazer para atingir seus objetivos de ano novo. 

1- Análise competitiva

A análise competitiva auxilia empresas a observar a performance em determinado período de tempo, para isso é necessário a utilização de algumas ferramentas:

É de extrema importância que a empresa estude as tendências de mercado para o seu setor e para o de seus clientes, na sequência poderá identificar oportunidades e ameaças no ambiente externo à empresa e forças e fraquezas no ambiente interno da mesma (análise SWOT ou FOFA). 

Leia: Perspectivas para 2021

O Comércio Exterior é uma área onde diversas tecnologias estão sendo criadas e testadas, portanto, players devem estar antenados sobre possíveis ameaças e oportunidades.

Se a empresa tem como objetivo a entrada no mercado internacional é interessante realizar o estudo político, econômico, social, tecnológico, ambiental e legal do novo ambiente que a empresa pretende explorar (análise PESTAL).

As empresas da área não podem negligenciar a opinião de seus clientes, principalmente com a grande concorrência que existe no Comex, portanto é necessário identificar a lealdade e satisfação do cliente no ano que passou e buscar melhorar no ano que está por vir, reduzindo as perdas. Uma ferramenta que pode auxiliar é o Net Promoter Score. 

Leia : Lealdade do cliente: 

Benchmarking é a técnica que busca melhores práticas internas, baseada em atividades realizadas pela concorrência. Essa pode ser uma boa estratégia para melhorar a gestão e operações das empresas. Para isso é necessário, primeiramente, listar quem são os concorrentes diretos e indiretos.

Lembre-se :A análise competitiva deve ser realizada a longo prazo e não apenas uma vez ao ano. 

2- Avaliar KPIs e criar metas para a equipe

Não é apenas o setor comercial que precisa de metas, mas sim toda a equipe, seja por produção ou até mesmo nível de satisfação do cliente ou de liderados. Porém essas metas não podem “sair da cabeça” do gestor, elas devem ser estudadas e baseadas em dados reais.

Por esse motivo, os KPIs do ano anterior devem ser avaliados criteriosamente a fim de gerar novas metas aos membros da equipe.  KPI significa Key Performance Indicator, ou em português: Indicador-Chave de Desempenho e nada mais é do que dados importantes para a criação de estratégias e melhorias. 

Para ter acesso a esses dados, utilize a plataforma da UXComex e emita relatórios variados conforme informações lançadas em sistema: follow-UP; controle de processos; lucro, custos e rendimentos de processos; comissão de vendedores; chegada de navios; dashboards; e muito mais. 

3- Redução de custos

Mesmo com perspectivas e tendências de economistas disponíveis para todos, ninguém pode prever como será o ano seguinte, dessa forma, é interessante a empresa estruturar planos para redução de custos nas operações logísticas a fim de maximizar seus lucros ou evitar repassar aumentos aos clientes.

Sugestão de leitura: 


Como reduzir custos em operações de importação?

Redução de custos em operações de importação – Parte 2

4- Avaliar a saúde financeira

Antes de planejar os investimentos, demissões e contratações do ano, verifique a saúde financeira da empresa, para isso, com o auxílio do contador e setor financeiro, é necessário avaliar o faturamento, custos fixos, custos variáveis, tributos, lucratividade, disponibilidade de capital de giro, ticket médio, endividamento, taxa de inadimplência de clientes e o poder de barganha com fornecedores. 

Para as empresas do Comércio Exterior a gestão de risco deve sempre ser levada em consideração, uma vez que existem milhares de adversidades que podem ocorrer durante uma operação, gerando altos custos, como: armazenagens, perdas, danos e avarias, multas e atrasos. 

5- Feedback e propósito

No Comércio Exterior, a todo tempo existem cobranças, a carga sempre é “top urgent”, a fábrica sempre “vai parar” e se errar vai ser “R$5.000,00 de multa”, mas e quando a equipe acerta? E quando a equipe vence um ano atípico como em 2020?

O feedback e agradecimento é muito importante e faz os funcionários se tornarem mais motivados. A falta de feedback para os membros da equipe pode deixá-los desnorteados, sem saber se estão fazendo suas atividades corretas ou se ainda podem melhorar. 

É importante que todos os colaboradores relembrem o propósito da empresa, história e a missão, visão e valores para que trabalhem com garra. 

Achou este artigo interessante? Compartilhe no seu LinkedIn para atingir mais empresários da área!

Nos siga em nossas redes sociais!

Artigo escrito por Kauana Pacheco para a UxComex Tecnologia

Kauana é formada em Negócios Internacionais e cursa pós-graduação em Big Data & Market Intelligence. É fundadora da primeira agência de marketing focada em Comércio Exterior, a ComexLand.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *