Com o desenvolvimento da tecnologia, cada vez mais os clientes estarão vulneráveis a concorrência. Dados disponíveis e analisados adequadamente são capazes de revelar muito mais do que números, são capazes de entender as dores do cliente.

O que é fidelidade?

Em negócios, é chamado de fidelidade o desejo do cliente em se reconectar com a marca por determinados fatores, como preço e/ou qualidade. Mesmo assim, isso não impede que o cliente possa realizar cotações ou flertar com a concorrência. 

Claes Fornell, especialista em medição da satisfação do cliente afirma que clientes fiéis não são necessariamente clientes satisfeitos, mas os clientes satisfeitos tendem a ser fiéis. 

Claes Fornell

Já quando falamos em lealdade, se refere ao entendimento do cliente da proposta de valor da corporação e não apenas aos preços e a qualidade do produto.

Vale salientar que o valor PARA o cliente é diferente do CLIENTE. O valor para o cliente é o que a empresa entrega para seu consumidor, enquanto o valor do cliente é quanto aquele cliente vale para a corporação em termos de lucratividade. 

O que faz o cliente ser leal a uma empresa?

O que mantém um cliente leal a empresa é o relacionamento. Como sabemos, muitas coisas podem ser compradas ou até mesmo copiadas, mas o relacionamento entre empresas e clientes devem ser únicos. 

Baseado nesse significado, o que faz com que um cliente seja leal à empresa e consequentemente trazer mais lucratividade, é a comunicação, desenvolvimento e gerenciamento das interações. 

Como mensurar a lealdade de um cliente?

LTV ou Lifetime Value (valor do ciclo de vida) é uma métrica de negócios que estima o lucro líquido da vida de cada cliente. Para realizar o cálculo do LTV é preciso multiplicar o valor médio das suas vendas (ticket médio) pela repetição média das vendas anuais (número de mensalidades). O total deve ser multiplicado pela média de anos de relacionamento com seus clientes.

NPS ou Net Promoter Score é uma métrica de lealdade do cliente criada por Fred Heichheld. Primeiramente deve-se  classificar cada cliente de acordo com as 3 características: 

Notas de 0 a 06 – Clientes Detratores
Notas de 07 e 08 – Clientes Neutros
Notas de 09 a 10 – Clientes Promotores 

Na sequência é necessário realizar o cálculo abaixo:

Net Promoter Score = % CLIENTES PROMOTORES  menos % CLIENTES DETRATORES

RFV é uma sigla para “Recência, Frequência e Valor Monetário” que visa identificar quais foram os clientes que fizeram compras recentes, quais são os mais frequentes e quais deles entregam um ticket médio maior para a sua companhia.

Além de gerar lealdade os cálculos acima possuem diversos benefícios para a empresa como garantir a previsibilidade de vendas, traçar metas de venda e programar as próximas vendas.

Como desenvolver o relacionamento com o cliente?

O desenvolvimento do relacionamento deve ser a longo prazo, pois a receita pode diminuir a curto prazo para a aplicação das estratégias utilizadas hoje, porém para aumentar a lucratividade futura. 

Um cliente que não é leal pode sim gerar lucro, pois através de seu feedback negativo, pode ajudar no desenvolvimento da empresa e dessa forma ajudar a tornar leal novos clientes.

Não se esqueça de compartilhar com mais profissionais!

Nos siga em nossas redes sociais!

Artigo escrito por Kauana Benthien A. Pacheco

Kauana tem seis anos de experiência no comex, é formada em Negócios Internacionais e cursa pós-graduação em Big Data & Market Intelligence. É criadora da página de conteúdo sobre comércio exterior, a  ComexLand, onde escreve sobre Economia Global e Comércio Internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *