Dando sequência à nossa série sobre a participação de cada estado brasileiro nas exportações e importações nacionais, hoje iremos mostrar a importância do Amazonas. O estado está localizado na Região Norte do Brasil, sendo o maior do país em extensão territorial, sua área compreende a soma de todo o território da França, Espanha, Suécia e Grécia juntas. O Amazonas faz fronteira com Roraima, Pará, Mato Grosso, Rondônia e Acre e também dos nossos países vizinhos Colômbia, Venezuela e Peru. Em termos de população, no entanto, o estado ocupa a 13ª colocação no ranking, com 4,3 milhões de habitantes em média.

Comércio Exterior

No ano passado, o estado do Amazonas ocupou a 18ª colocação do ranking das exportações brasileiras e a 5ª posição dentre os estados que mais importaram, com equivalente a 0,3% e 6,03% de participação respectivamente. Ao todo, foram US$867,9 milhões em exportações e US$13,23 bilhões em importações. No acumulado de 2022 até o momento, as exportações registraram queda de 6,6% e as importações já cresceram 16%.

Os principais destinos das exportações amazonenses são os seus países vizinhos, sendo a Venezuela, a Colômbia e a Argentina o top 3 destinos, com 20%, 12% e 12%, respectivamente, de acordo com os dados de 2021. Em seguida, Alemanha, Estados Unidos, Bolívia e China compõem essa lista. Mas, afinal, o que o estado do Amazonas exporta para esses países? Basicamente, produtos da indústria de transformação, como motocicletas, bicicletas motorizadas, ouro, ferro-gusa, preparações e cereais, máquinas e talheres.

Enquanto isso, nas importações, o maior volume vem da China, responsável por quase metade de tudo o que o estado demanda internacionalmente. Além da China, Estados Unidos, Vietnã, Coreia do Sul, Taiwan e Japão também são importantes fornecedores. Por ter um polo industrial muito importante para a nossa economia, a Zona Franca de Manaus, o estado demanda um grande volume de itens da indústria de transformação, que é responsável por mais de 99% de tudo o que o estado importa, diversos itens compõem essas compras, sendo eles os equipamentos de telecomunicações, válvulas e tubos termiônicos, prata, platina, polímeros de etileno, máquinas e aparelhos elétricos, óleos combustíveis de petróleo, dentre outras variedades.

Iara é graduada em Relações Internacionais e Comércio Exterior é produtora de conteúdo da página ComexLand, possui experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.

Leave A Comment