Por que e como obter os dados de diferentes períodos da Declaração Importação?

Os dados e informações, quando transformados em inteligência de mercado, podem resultar em grandes ganhos para os players do Comércio Exterior. Muitas vezes, Despachantes Aduaneiros e Agentes de Carga já possuem dados em mãos, porém não sabem como tratá-los a fim de trazer vantagens e benefícios a si próprios ou aos seus clientes, como é o caso dos dados prestados na Declaração de Importação: que podem ser analisados e transformados em estratégias para redução de custos, aumento do lucro, maior segurança e mitigação de falhas futuras. 

Ao longo deste artigo mostraremos a você como e por que analisar os dados da Declaração de Importação de diferentes períodos. Use-o como um guia para melhorar a capacidade analítica da sua empresa e aumentar o seu diferencial competitivo perante seus concorrentes. 

Por que analisar as informações de DIs antigas?

São inúmeras análises que sua empresa pode fazer analisando a Declaração de Importação de diferentes períodos, podemos considerar como principais:

  • Automatização do catálogo de produtos

Extraindo as informações de Declarações de Importação passadas é possível considerar as NCMs (Nomenclatura Comum do Mercosul) e suas descrições utilizadas, o que permite economizar o tempo de um colaborador que faria isso manualmente no catálogo de produtos do Portal Único de Comércio Exterior. 

Leia mais:  Portal Único do Comércio Exterior

  • Redução de custos

Ao analisar as taxas que seu cliente pagou em determinado período é possível buscar estratégias de redução de custos que podem englobar: diferentes negociações futuras ou solicitação de restituição de taxas pagas indevidamente, como a Taxa de Utilização do SISCOMEX, por exemplo. 

Através da Declaração de Importação é possível analisar quais benefícios fiscais o importador já utilizou e estudar quais poderia ter utilizado, buscando formas de, mais uma vez, ajudá-lo a reduzir custos. 

Leia também:
Como reduzir custos em operações de importação?

Redução de custos em operações de importação – Parte 2

  • Auditoria na empresa

Auditorias aduaneiras muitas vezes podem preocupar empresários do Comércio Exterior, mas para os players que já têm em mãos todos os dados de que precisam o processo será facilitado e assertivo. Através da análise de dados é possível entender possíveis falhas na operação e desenvolver planos de ação para melhorá-las, além de garantir a conformidade com as aduanas. 

Sem contar que, em caso de um auto de infração, é possível analisar e comparar DIs para entender o erro com mais clareza, encontrar possíveis responsáveis e evitar erros futuros, melhorando dessa forma os processos. 

  • Oferta de um novo serviço para seus clientes

Com a entrega de uma pesquisa e análise detalhadas para seus clientes, que os permita desenvolver novas estratégias, é possível oferecer serviços de consultoria e assessoria, aumentando o lucro da sua empresa. 

Leia também: Como Agentes de Carga podem encontrar seu diferencial competitivo?

Como ter acesso aos dados da Declaração de Importação?

Para isso é importante que exista uma tecnologia, como a da UXComex, adequada a extrair de maneira inteligente os dados da Declaração de Importação de determinado importador dentro do período desejado.

Para isso sua empresa precisa:

  • ter acesso ao certificado digital do importador;
  • saber quais serão os dados analisados e para qual finalidade;
  • pesquisar as DIs especificando o período desejado; e, em alguns minutos,
  • extrair o relatório.

Entre em contato com a UXComex e solicite sua demonstração!

Achou esse conteúdo interessante? Deixe um comentário em nossas redes sociais e compartilhe para chegar em mais profissionais da área.

Nos siga em nossas redes sociais!

Artigo escrito por Kauana Benthien A. Pacheco

Kauana é formada em Negócios Internacionais e cursa pós-graduação em Big Data & Market Intelligence. É fundadora da primeira agência de marketing focada em Comércio Exterior, a ComexLand.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *