A importância dos dados e sua segurança no Comércio Exterior

Todas as etapas do Comércio Exterior possuem diferentes tipos de dados e informações envolvidos. Desde o momento da negociação até a entrega da carga, todos os profissionais envolvidos aguardam por dados para interpretá-los, organizá-los e transmiti-los ao próximo player da cadeia logística.

Não é novidade que no mundo globalizado em que vivemos hoje dados significam lucro. Quanto mais informações você possuir sobre seu cliente, concorrentes e parceiros, melhor você se posicionará no mercado. E quanto melhor você entender os dados da sua própria operação de logística, melhor poderá executá-la e criar planos de melhoria.

A importância dos dados no Comércio Exterior

Dados em seu estado bruto não significam nada, porém quando organizados são transformados em informações que podem se tornar inteligência/conhecimento. Atualmente, no mercado de Comércio Exterior, uma das coisas mais valorizadas é a inteligência de mercado, ou seja, dados organizados, tratados e analisados que podem trazer melhores resultados à empresa e sucesso ao cliente final. 

Big Data no Comércio Exterior

Big Data nada mais é do que um grande volume e variedade de dados gerenciados com velocidade, veracidade e valor!

Leia mais: Big Data no Comex

Imagine que você precisa consultar o histórico de Declarações de Importação emitidas em determinado período, para fazer uma pesquisa de taxas pagas ou investigar a responsabilidade de um auto de infração. Se você ou algum colaborador fosse fazer isso manualmente, quanto tempo demoraria para organizar e analisar cada dado a fim de transformá-los em informação válida e, oportunamente, em inteligência para a tomada de decisão?

O objetivo das novas tecnologias é proporcionar mais agilidade às empresas, de modo que hoje já é possível realizar consultas e emitir relatórios da forma que desejar e, em poucos minutos, ter em mãos a informação necessária.

Tecnologia no Comércio Exterior

A logística é um dos setores em que a tecnologia e inovações estão mais presentes. É cada vez mais comum uma cadeia conectada, com automação, inteligência artificial e gerenciamento de dados.  Um exemplo dessa preocupação aconteceu em 2019, quando o porto de Roterdã despachou para uma jornada de descobertas um contêiner inteligente que ficaria em missão de coleta de dados por dois anos.

Container 42

O Container 42 é um protótipo que possui sensores capazes de transmitir dados de vibração, inclinação, posição, som, poluição do ar local, umidade e temperatura que são enviados à plataforma portuária para coleta e tratamento de dados. Isso é Big Data alinhado à Internet das Coisas (IoT), grande pilar que constitui a Indústria 4.0: em que tudo será conectado.

Segurança de dados

Nos últimos anos temos ouvido falar muito sobre segurança de dados, mas você sabe o que significa e como implementar isso dentro da sua empresa, uma vez que o mundo nos forçou a migrar para o trabalho em casa?

Ataques cibernéticos

No ano passado, a empresa francesa CMA-CGM sofreu um ataque cibernético com ransomware (um malware que restringe o acesso do sistema infectado e faz a cobrança de criptomoedas para que o acesso seja estabelecido). E não foi um caso isolado, aconteceu também com a Cosco Shipping, Maersk Line e alguns Agentes de Carga.

Nesse sentido, importante observar algumas dicas simples para evitar ransomware na sua empresa:

1- Cuidado com anexos de empresas desconhecidas, pois 91% das empresas que sofrem ataques cibernéticos são atingidas através de e-mails;

2- Mantenha seu software sempre atualizado;

3- Tenha seus dados salvos na nuvem ou faça back-up para não os perder e evitar passar por extorsão por parte de hackers; e
4- Comunique sua equipe sobre a importância da segurança online.

O que é LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD – Lei n° 13.709/2018) entrou em vigor em 18 de setembro de 2020, obrigando as empresas a implementarem a legislação no gerenciamento de dados e garantirem segurança e proteção de dados de todos os stakeholders (clientes, fornecedores, parceiros). Empresas que não cumprirem a lei poderão ser penalizadas com sanções administrativas.

Medidas de compliance ajudam a garantir que o LGPD seja cumprido dentro das organizações, trazendo integridade, credibilidade e, com isso, até mesmo vantagem competitiva.

Busca e armazenagem de dados

É importante que players do Comércio Exterior consigam realizar uma consulta aos dados de seus processos, no período que desejarem, e mantenham os seus dados seguros na nuvem, dessa forma poderão otimizar tempo, reduzir custos e tomar as melhores decisões para seus negócios.

A UXComex é uma empresa especializada em tecnologia para Agentes de Carga e Despachantes Aduaneiros que entrega segurança e inovação aos players do Comércio Exterior. Entre em contato e agende uma demonstração.

Achou esse conteúdo interessante? Deixe um comentário em nossas redes sociais e compartilhe para chegar em mais profissionais da área.

Nos siga em nossas redes sociais!

Artigo escrito por Kauana Benthien A. Pacheco

Kauana é formada em Negócios Internacionais e cursa pós-graduação em Big Data & Market Intelligence. É fundadora da primeira agência de marketing focada em Comércio Exterior, a ComexLand.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *